quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Vista panorâmica parcial da Avenida Marechal Floriano. Data: 24/06/1940. Foto: Domingos Foggiato. Acervo: Cid Destefani. Gazeta do Povo. Coluna Nostalgia (05/07/1992)



Gazeta do Povo. Coluna Nostalgia (Cid Destefani, 05/07/1992)

"(...) A fotografia acima, feita em 24 de junho de 1940, apresenta uma vista parcial da cidade em direção ao sul, tendo em primeiro plano um canto da Praça Tiradentes, exatamente na esquina com a Marechal Floriano, onde esta tem seu início. 

No prédio desta esquina funcionava a casa Goudart, especializada em partituras e instrumentos musicais e seu endereço era exatamente na rua Marechal Floriano nº. 1. Este estabelecimento sofreu certa feita, no final da década de 30, um acidente inusitado. Tendo um bonde que vinha da Rua do Rosário perdido o seu controle, chegando em frente à casa de partituras, descarrilou, entrando reto com violento estrondo pela vitrine da Casa Goudart. Foi um acidente comentado por anos a fio em toa a cidade.

A fotografia ainda nos mostra outras fachadas na Praça Tiradentes como a casa especializada em importações de frutas do árabe Hassan M. Raas, a Farmácia Leão, onde, na parte e cime tinham seus consultórios os doutores José Loureiro Fernandes e Osvaldo faria da Costa, vindo em seguida a Casa Eduardo, de propriedade de Eduardo Karam.

A fotografia revela uma Curitiba onde se vislumbrava o horizonte que se perdia para os lados de São José dos Pinhais. O casario ainda permitia a beleza dessa vista. A Marechal Floriano em linha reta se perde lá para os lados do Asilo, com destino à Vila Hauer e Boqueirão. (...)"

Nenhum comentário:

Postar um comentário