quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Posse do Presidente do Estado do Paraná Carlos Cavalcanti. Data: 25/02/1912. Foto: autor desconhecido. Acervo: Cid Destefani. Gazeta do Povo, Coluna Nostalgia (17/03/1991)



Posse do Presidente do Estado do Paraná Carlos Cavalcanti de Albuquerque, em 25/02/1912. A foto mostra, autoridades e convidados chegando ao Grande Hotel (que ficava na esquina da Rua XV com a Barão do Rio Branco) para um almoço comemorativo.

Gazeta do Povo, Coluna Nostalgia (Cid Destefani, 17/03/1991) 

"O povo curioso se apinhava em frente ao prédio do Congresso Estadual, hoje Câmara de Vereadores para assistir a chegada dos convidados em suas caleças e landaus puxados por belas parelhas de animais. Contingentes do Exército e da Polícia Militar, à poca denominada Força Pública´, formavam na Rua Barão do Rio Branco, que uma semana antes ainda se chamava Rua da Lyberdade pois a denominação fora trocada no dia 18 de fevereiro daquele ano. 

Após a solenidade de posse no Congresso, a comitiva e dirigiu ao Palácio do Governo, que ficava também na Rua Barão, para assistir à transmissão do cargo . Após assumir o cargo de presidente, Carlos Cavalcanti recepcionou os seletos convidados com um lauto almoço no Grande Hotel, que ficava na esquina da Rua XV de Novembro com Barão do Rio Branco. Cavalcanti era um oficial do Exército nascido no Rio de Janeiro e há muito tempo radicado em Curitiba. 

Na política local já havia sido deputado estadual com sua primeira eleição em 1891, reelegendo-se sucessivamente ate 1900, quando se tornou deputado federal por dois mandatos consecutivos. Em 1911, sem concorrentes, chegou ao cargo de presidente do estado, denominação esta que se dava aos que dirigiam o governo estadual até a Revolução de 30. Governou o estado, Carlos Cavalcanti, entre 1912 e 1916 e um dos principais problemas que enfrentou foi a questão de limites entre o Paraná e Santa Catarina quando houve a célebre Campanha do Contestado. Posteriormente chegou a ser eleito senador. veio a falecer em 23 de fevereiro de 1935".




Outra foto do Grande Hotel, na esquina entre a Rua XV e a Barão do Rio Branco. Proprietário: Gino Zanchetta. Gazeta do Povo, Coluna Nostalgia (Cid Destefani, 25/05/1997). 

Publicidade do Grande Hotel em 1908: "Grande Hotel Zanchetta & Comp. Restaurante a la carte de primeira ordem, com vinhos das mais afamadas adegas. Diária: 6 mil réis. Quartos de dois, três e cinco mil réis. Commodos arejados. Banhos amenos. Poem carros à disposição todos os dias à disposição dos hóspedes.É um dos primeiros hotéis do sul do Brazil". (Revista O Olho da Rua, 13/05/1908).

Nenhum comentário:

Postar um comentário